Castro Lima

Crônicas, contos e causos

Textos

Chega a doer, chega a marcar
Saí a caminhar em busca de um sonho
que tinha sonhado acolá
Era um sonho tão bonito
No caminho tentaram me tomar
Segurei meu sonho com tanta força
Que chegou doer, chegou a marcar
Se a gente não agarra o sonho da gente
O sonho que era tão bonito dana a escapar
Vira pesadelo
chega doer, chega a marcar
Castro Lima
Enviado por Castro Lima em 11/05/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras