Castro Lima

Crônicas, contos e causos

Textos

Voz calada


Esse silêncio que grita
Essa voz calada
E miúda
Juro que ouço
Que me fala tanto
Qual me espanto
De tão certeira que é
Bem dentro de mim
Diz ser voz da consciência
De tanto que sabe de mim
Essa voz calada e desamada
Que vem de dentro
Bem de dentro
De mim
De mim
Castro Lima
Enviado por Castro Lima em 13/05/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras